"Cabeça levantada, sorriso no rosto e enfrentar a vida com todo o carinho."

"Certas memórias menos boas acabarão, com a ajuda de Deus, por se irem desvanecendo... faça por não pôr nelas o seu pensamento e começarão aos poucos a ser mais suaves.
"

12/01/2015

Quando a liberdade te visita.

Sabe, desde menina tenho dons. Posso chamá-los de dons do Espírito Santo.
Vida dura, nada muito fácil, tudo muito apegado e ligado à oração.
Com o tempo fui aprendendo o terreno que vivia e o que me circundava à alma e o espírito.
Após tantos caminhos, entendi meus passos.
Os fundamentos, sempre, eram estreitos.
Olhava para meus sonhos e minha vida e tudo parecia distante, até que um dia, como já falei, outrora, ganhei um cetro de Deus. A roupa, em sonho, eu celebrei! Sabia?
E apesar de tantos combates espirituais, entendi que Deus permitiu muita coisa e que outras eram falhas minhas dos meus medos e pecados. Mas ele estava lá do meu lado, vendo até onde suportaria.
Foram anos de muito treinamento mental.
Seres que deixam de pertencer aos coros angelicais querem atrapalhar a vida humana.
Em contrapartida, DEUS, velador da alma, Senhor dos meus mares, conduz a minha ventania.
Sou uma ventania doce, sim.
Mas tenho que sobreviver e, por vezes, entro em combates, que fazem parte natural da minha existência.
O que posso fazer? Voar e rezar, crer e ousar, amar a Deus e clamar piedade e redenção.
A vida é  um mistério.
Desabafos.

Mari.

Com profunda gratidão e trazendo ao fundo a voz do amado Padre Pio e sua benção, Senhor, aqui estou.
Agradecida, obrigada pela liberdade de ontem!
Amém!

Nenhum comentário: